#O tempo - e o que fazemos com ele


Daí que meus amigos simplesmente não ligam pra mim quando digo que quero tomar chocolate quente, resolvi ir sozinho.
Fiquei numa mesa ouvindo as músicas do meu celular - que por sinal estava num momento muito inspirado no aleatório - e escrevendo... Várias páginas. Divagações que há muito não fazia.
Pensamentos indo e vindo, lembranças, projeções, até que 6 anos de história se materializaram bem na minha frente. E eu fiquei pensando no quanto de nós deixamos por aí.
Já me deixei por aí nessas palavras que escrevo, nas conversas de bar, nas ruas das cidades por onde passei, no violino que troquei para poder estar de volta, na mudança de planos, nas despedidas...

"Eu não sou daqui também, marinheiro
Mas eu venho de longe, e ainda
Do lado de trás da terra
Além da missão cumprida
Vim só dar despedida..."

E assim seguem-se os anos e a pergunta que fica é - quanto de nós fica nos outros?

2 Response to #O tempo - e o que fazemos com ele

  1. Jéssica says:

    Hum... Sabe, eu já pensei nisso certa vez, e é realmente triste o quanto as pessoas podem esquecer de nós, mas incrívelmente bom o quanto elas podem se lembrar depois de tanto tempo! Já teve essa sensação...? É incrível...
    Bom, eu acho que não depende só de nós, fazemos o que podemos, somos o que somos, se ficamos nos outros ou não, isso vai de como eles nos receberam, por exemplo você; achei um cara legal logo de cara² ^^
    =P

    viva sua vida e o resto deixa pra depois.

  2. E quanto dos outros ficam em nós?