da série...


... COISAS QUE ME IRRITAM!

O tema de hoje é: SONS, RUÍDOS, BARULHOS E AFINS.

* Porta rangendo (principalmente quando é a porta do meu quarto, de manhã, enquanto eu tento me manter dormindo. a porta do banheiro masculino no shopp do calçado também me deixa terrivelmente irritado! esses dias eu achei estranho ter ficado calmo enquanto estava no banheiro. no outro dia entendi porque - a porta não tinha feito barulho)

* Meu celular acusando bateria fraca

* CPU do computador aqui de casa

* Fonte cascata do aquário da loja

* Telefone tocando

* Campainha

* Muitas vozes ao mesmo tempo

* Meu irmão roncando

* O relógio do meu irmão (que apita a cada hora e sempre 6am ele desperta e fica tocando por minutos intermináveis! meu irmão mesmo não escuta... a vontade que me dá é de jogar o relógio na parede mais próxima)

Para citar algumas apenas.... logo lembro de mais!

1 Response to da série...

  1. Lalinha says:

    De todos os assuntos que você já abordou - salvo quando fala de mania de perseguição - esse foi o que mais me identifiquei. Prepare-se para o meu depoimento:

    A minha implicância com barulho me atormenta desde a infância, já pensei até em procurar ajuda médica, grupo de apoio, sei lá! Acredita que eu não consigo acabar meu tratamento para emagrecer com anfetaminas por causa disso? Essas implicâncias se multiplicam 1568761567 vezes quando estou sobre o efeito delas e eu chego a beirar a loucura, juro por Deus.

    Todas as coisas que você citou me afligem mas tem algumas que são piores. O celular apitando com bateria fraca, por exemplo. Quando é o meu, beleza, eu desligo (como fiz agora a pouco), mas e quando é o dos outros? Quero morrer! (ou matar).
    O despertador do irmão surdo também é demais! Acontece igualzinho, parece que ele não dorme, desaloja do corpo. Daí eu tenho que levantar, desligar o despertador e dar um safanão nele pra que acorde. (Ah se nessas horas eu encontrasse uma marreta! Ficaria em dúvida entre quebrar o celular ou a cabela dele. Os dois!)
    Ainda bem que agora nossos quartos são separados e bem distantes.

    Ah, também tem a porta! Aqui onde eu trabalho, quando os pacientes vão ao banheiro e não fecham a porta, ela começa ranger freneticamente. Eu me levanto e bato ela violentamente (para intimidar) fazendo uma cara de "queria bater em você, mas vou bater a porta mesmo". Eles nunca repetem, alguns até pedem desculpas e os demais também não ousam imitar. Só que todo dia eu tenho que fazer isso almenos uma vez pra dar o exemplo. Me desgasta um pouco.

    Agora, outra coisa que me irrita e que você não citou, são torneiras gotejantes (parecem agulhadas no cérebro). Eu morria de aflição daquele episódio do Pica-pau em que ele queria dormir e a torneira não parava de gotejar. Mas o meu pânico-mor, são pessoas com mania de batucar incessantemente. Outra vez cito o exu do meu irmão, ele parece tocar uma bateria imaginária all the time! O inferno de Dante!!!
    E o pior é que quando as pessoas sabem que isso te irrita, fazem propositalmente. Certa vez fiquei um tempão sem conversar com um amigo por conta disso, na escola ele se sentava atrás de mim e batucava o tempo todo na carteira pra me irritar, você não tá entendendo, eu me irrito tanto, que se o barulho não parar, eu desabo a chorar desesperadamente.

    Meu pai diz que sou assim porque ele reclamou demais da irmã dele que é implicante como eu, daí eu nasci igual pra ele pagar a língua e as maldades que ele fazia com ela. (mas tipos, ela ganha de mim porque não suporta nem ouvir pessoas mastigando) hahahah!

    E Deus tem me provado, quando eu morava em apartamento, meu vizinho de cima resolvia jogar bolinha-de-gude na hora que eu queria dormir, enquanto simultâneamente, a mãe dele assistia linha direta no último volume. Quase tive um surto psicótico, pior do que quando eu tinha "toque" e as pessoas me esbarravam só de um lado.

    Mas são tantas outras coisas: passarinhos piando de manhã, grilos, cigarras, cachorros latindo, gatas miando no cio (acho que é por isso que não gosto de animais), pessoas amassando copos plásticos ou sacolinhas, gente que fala alto, barulho de fax, pessoas que digitam com força, impressora com bobina, alarme de carro (tem um disparado aqui na rua agora, tô quase indo lá), choro ou gargalhadas de criança (pode ser por isso que não gosto de criança também né?) televisão ou rádio chiando, pessoas com mania de bater o pé no chão, enfim, o mundo todo trabalha em prol de me enlouquecer!

    O único barulho que é alto e não me irrita é o de trovões e chuvas fortes. Adoro!

    Mas não é só barulho que me perturba, um dia vou postar sobre minhas implicâncias. Precisavam inventar um remédio pra isso! Já uso máscara de tapar os olhos para dormir, agora estou atrás de um treco que tape os ouvidos. Se alguém ainda não inventou, pelamor, bora agilizar? Meu, é até pecado, mas tem dias que eu pergunto aos céus por que não me deram a graça de nascer surda! hahahaha.

    (desculpe postar no seu blog, mas é que o assunto me deu margem, hahaha)

    Outro!