Pezinho na Bundinha...


Eu tenho uma mania de ficar reparando nas letras das músicas... Principalmente das músicas de que eu gosto, claro.

Às vezes passa um certo tempo e aí vem como se fosse um baque e eu começo a ficar prestando atenção nas construções, palavras, sentidos ocultos... e reparei que a Vanessa sempre tem uma ótima música pé-na-bunda! Incrível! Em todos os cds lá está uma ou duas! E engana todo mundo com uma melodia bonitinha, umas rimas... mas se parar para analisar está lá! O pé-na-bunda nu e cru! E músicas assim sempre passam a sensação e falsa impressão de quererem dizer justamente o contrário! rs... Te induzem a achar linda e até chegar a pensar coisas do tipo: "ah! vou mandar para fulano..."
Não caiam nessa balela!!

Como eu havia comentado sobre a Vanessa, prestem atenção à minha análise:
PRIMEIRO CD - NOSSA CANÇÃO
Nem sei se é realmente uma música oficial do primeiro cd, mas enfim! Já começa por aí...
"vou cantá-la seja onde for
para nunca esquecer o nosso amor...
... e até você voltar, meu bem, eu vou cantar,
essa nossa canção"
Nem tem o que dizer não é mesmo?! Pé-na-bunda do início ao fim... e foi um pé-na-bunda recebido, coitada... sofrendo do começo ao fim cantando essa música.
"você partiu e me deixou
nunca mais você voltou"

Assim, vamos ao SEGUNDO CD - MÚSICA
O refrão é muito interessante... mas vai chegando na segunda parte a música fica toda sombria, melancólica que até dá um nó na garganta e vontade de passar para a música seguinte!
"Um costume de nós fica agarrado
As lembranças, os cheiros dilacerados
Nossa bela história está no passado
O amor que me tinhas era pouco e se acabou"

Quem consegue se manter bem depois de uma música dessas?? Socuerro!! Linda sim, mas muito triste.

Ainda nesse mesmo cd, NÃO CHORE HOMEM. Que inclusive já postei aqui. Pé-na-bunda por cima esse!
"amanhã não quero confundir atração sexual
com ilusões de amor puro"
né?

Partindo para o derradeiro, pelo menos no momento, TERCEIRO CD. SIM! Esse está recheado de alusões pé-na-bunda.
Música 2 - FUGIU COM A NOVELA... Não só um pé-na-bunda, como um pé-na-bunda causado por um ser que nem é real! tsc tsc tsc... isso que dá deixar o controle tomar conta da situação! hehehehe
"fugiu da nossa casa com a televisão"

Depois temos - BOA SORTE/GOOD-LUCK. Hino do pé-na-bunda com classe! Sim, porque não basta dar pé na bunda, tem que ser com estilo!
"é só isso, não tem mais jeito
acabou, boa sorte...
... há tantas pessoas especiais..." (e ainda aconselha!!)

Portanto pessoas, prestem atenção e fiquem ligados nas músicas que vocês ouvem... depois não vá reclamar que não está mais namorando só porque mandou uma musiquinha dessas para o amado achando que ia conquistar de vez o coração dele! hehehe...

Gabriel Chacon e mais um serviço de utilidade pública!

outro!

2 Response to Pezinho na Bundinha...

  1. Lalinha says:

    Benzinho, isso me trouxe uma reflexão! Eu não gosto de nenhuma música feliz! hahahaha!!!

    Olha minhas preferidas (teste: Você é emo?):

    Chega de saudade (Tom e Vinícius)-"E a melancolia que não sai de mim, não sai de mim, não sai".

    La Solitudine (Laura Pausini)- "El'inquietudine di vivere la vita senza te".

    Se fue (Laura Pausini)- "Se fue, y desde entonces ya solo tengo lágrimas".

    Não é Fácil (Marisa Monte)- "Se você quisesse ia ser tão legal".

    Ainda lembro (Marisa Monte)- "Nem pensava em ter que esquecer você, agora vem você dizer amor: Eu não pude evitar".

    Por onde andei (Nando Reis) - "Amor eu sinto a sua falta, e a falta é a morte da esperança".

    Tears dry on their own (Amy Winehouse) - "All I can ever be to you, is a darkness that we knew".

    A trilha sonora do meu blog:

    "Oh, sim, eu estou tão cansado,
    mas não pra dizer que eu não acredito mais em você".

    Gente, teste feito, eu sou EMO.
    hahahahaha!

    Só faltou citar Fresno e Nx Zero. Ai, deixa eu parar antes que eu chore. hahahaha.

    Outro!

  2. Aí amigo vc é demais!
    Em vez de trabalhar, fica fazendo estágio no C.T.A.M.S.
    Rararararara
    Centro Tecnologico de Analise em Mensagens Subliminares.
    Só aquele dia não deu pra matar saudade.

    Beijo.