Palavras Avulsas - Parte 05



AMOR (a Mr. Ribbs)


Por que há febre em meu corpo,
se tudo que sinto
é a brisa que sai quando respira?

Por que arrepio-me por completo,
se o que sinto
é seu abraço que me protege?

Por que as palvras saem confusas,
quando tento o tempo todo
apenas buscar um sim em mim?

Por que descadencio-me
ao breve sussurro oportuno,
se tudo que posso fazer

é calar-me diante tal pedido?
Porque é poente em dia cinza,
permitindo vazar apenas
os filetes de luz que revelam seu sorriso.

Porque rouba meus sonhos,
deixando a cada noite
um olhar a me zelar.

E por ser, já, parte de mim
brinca em meus cabelos, dá-me um beijo
e então volta a sorrir.
(para ler ouvindo qualquer uma das músicas da trilha sonora de Amélie Poulin, Nessum Dorma ou ainda Don - Miranda.)

P.S - Não sei bem se o título deveria ser esse, ainda estou na dúvida. No entanto eu acho que essa palavra acaba demonstrando mais um pouco além do que o restante do poema, assim como todas as outras coisas que já escrevi por aqui. Vou parar porque parece que a justificativa está ficando mais confusa! Mas manterei o título.

2 Response to Palavras Avulsas - Parte 05

  1. spirra nela says:

    cuti cuti

  2. Eddie says:

    Lindo.