Pardon


Queria mesmo escrever alguma coisa aqui, juro!
Mas é essa maldita gripe, com direito a coriza constante, que não me deixam!
Eu fico sensível sim, mas também quero carinhosinho... hehehehe....

Semana bastante corrida e com várias expectativas! Cenas curtas... carta... muita coisa
para um enfermo como eu aguentar! rs
E pra piorar, com fome mal curada! Levantei e não quis pensar em nada para o almoço. À tarde, depois que o Rafa veio aqui para me deixar umas coisas, fui à padaria e comprei 2 pães, mussarela e uma fatia de uma torta recehada com pedaços de chocolate, mas que não estava tão boa assim.

Antes de ir ensaiar, tomei uns copos de leite batido com goiabada. Estava planejando comer alguma coisa na rua, ou depois que saísse da Spirra, mas quem disse?! Chego em casa e nadinhola pra comer! Tive que apelar para alguns cookies integrais e pedaços crus de couve-flor (sim, eu gosto de comer couve-flor cru. Assim como gosto de cenoura, repolho, vagem também crus.)

Agora tô aqui... com o nariz pingando feito uma fonte, o corpo dolorido, já pensando que terei que dobrar amanhã... linda minha vida! hehehe

E já tá bom!
Vou deitar-me...

1 Response to Pardon

  1. come rosas says:

    "farewell e os soluços" de pablo neruda, gato.

    amu