Vamos dormir!



Tercetos

Noite ainda, quando ela me pedia
Entre dois beijos que me fosse embora,
Eu, com os olhos em lágrimas, dizia:

"Espera ao menos que desponte a aurora!
Tua alcova é cheirosa como um ninho...
E olha que escuridão há lá fora!

Como queres que eu vá, triste e sozinho,
Casando a treva e o frio de meu peito!
Ao frio e à treva que há pelo caminho?!

Ouves? é o vento! é um temporal desfeito!
Não me arrojes à chuva e à tempestade!
Não me exiles do vale do teu leito!

Morrerei de aflição e de saudade...
Espera! até que o dia resplandeça,
Aquece-me com a tua mocidade!

Sobre o teu colo deixa-me a cabeça
Repousar, como há pouco repousava...
Espera um pouco! deixa que amanheça!

— E ela abria-me os braços. E eu ficava."

(Olavo Bilac)

3 Response to Vamos dormir!

  1. Eita menino talentoso viu?
    Poow, pergunto a Deus todo dia pq não tenho talento para escrever poesia. rs
    Adorei a sua visita ao meu blog. Sempre que eu puder [muito trabalho e muitos velhos e velhinhas taradas tão dando em cima de mim. rs] venho aqui dar uma espiada e deixar meu comentario.
    Muito bom teu blog e muito lindo o texto.
    Parabéééns e sucesso!

    Abraços

  2. Gi says:

    Oiiii Poetaaaa!!!!!

    =)

    que lindo amorezinho... isso é mais que talento, é amor demais... ou esperar um amor que seje como suas poesias?

    ti adoro menino lindo!!!!

    =)

    mi imagino nas suas poesias quando as leio... é um filminho que passa na minha cabeça

  3. Linda mesma essa poesia do Olavão.
    As suas são ótimas também.
    Pena que algumas pessoas não sabem ver quando vc coloca o nome do autor no final.

    Outro.